Número total de visualizações de página

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

«Romance no Douro»: um programa criado a pensar em quem quer namorar...



Especialmente dedicado para quem quer namorar, a Casa das Pipas, unidade de enoturismo da Quinta do Portal criou um programa especial para uma pequena escapadela ao Douro. Denominado «Romance no Douro», o programa convida a passar dois dias inesquecíveis, junto de quem mais gosta, e fruir a gastronomia e paisagem do Alto Douro Património Mundial da Humanidade.

«Romance no Douro»: um programa criado
a pensar em quem quer namorar…






Dois dias de intenso romantismo é a proposta da Casa das Pipas, unidade de enoturismo da Quinta do Portal em Sabrosa, num programa especial que vigora durante todo o ano de 2010.
O programa «Romance no Douro» é um convite a atirar para traz das costas todos os problemas do quotidiano e a dedicar-se por dois dias às coisas boas da vida. Nesta curta, mas com certeza retemperadora estada em terras do Alto Douro Património Mundial da Humanidade, a Casa das Pipas oferece um pacote que inclui uma recepção com vinho do Porto, uma noite de alojamento em quarto superior, pequeno almoço, visita à adega de envelhecimento, prova de vinhos da Quinta do Portal e um jantar vínico no restaurante da unidade, como não podia deixar de ser à luz das velas. Para que o cenário seja perfeito, está também incluído um passeio de barco nas águas do rio Douro.
Os preços deste programa variam entre os 115 euros na época baixa e os 130 euros por pessoa, em época alta. Caso deseje prolongar a sua presença na Casa das Pipas, pode fazê-lo por mais 60 euros por pessoa/noite, em época baixa, ou 75 euros/noite em época alta.
Situada na Região Demarcada do Douro, em Celeirós, concelho de Sabrosa, a Casa das Pipas é a proposta de enoturismo que a família Mansilha Branco apresenta a todos os que prezam o descanso e o convívio num cenário idílico de vinhedos onde a Quinta do Portal produz os seus melhores vinhos.
A Casa das Pipas é uma casa cuja matriz se faz de xisto e que vive o vinho e a vinha a cada detalhe de decoração, no ar que se respira e ainda no néctar com que os hóspedes são saudados.
A qualidade deste espaço foi já distinguida com o prémio «Best of Wine Tourism» e, mais recentemente, com o galardão «Chave Verde», atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa graças à sua gestão ambientalmente responsável.