Número total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Quinta do Portal lidera mercado nacional dos vinhos rosés DOC Douro!




A Quinta do Portal lidera as vendas, na área dos rosés DOC Douro, tendo para isso contribuído o excelente comportamento deste produto no último ano. A tendência dos apreciadores para consumir vinhos leves e doces tem vindo a aumentar gradualmente e dentro desse segmento a Quinta do Portal vem marcando uma posição de vanguarda que vai na esteira da sua actuação.
“Isto é tanto mais significativo quando no ano anterior havia seis empresas que vendiam mais do que nós, representando mais do que 10 por cento do mercado”, revela Manuel Castro Ribeiro, director-geral da empresa. Os resultados fizeram-se sentir no mercado interno, mas a grande qualidade dos vinhos rosés DOC Douro da Quinta do Portal impuseram-se, também, de sobremaneira no exterior, com a componente da exportação a assumir uma parcela muito importante nas vendas.
Durante muitos anos, o vinho rosé foi visto como um produto menor. Depois de na década de 50 ter sido um dos vinhos mais vendidos do mundo caiu em descrédito. Mas o certo é que a última década veio inverter a tendência e os consumidores começaram a deixar os vinhos mais tradicionais e encorpados para as refeições e a optar por vinhos mais alegres, frescos e joviais para actos festivos ou até mesmo para beber socialmente, por exemplo durante uma tarde de conversa numa esplanada. Os rosés surgem como uma alternativa aos brancos e espumantes e já cativando novos consumidores, como os jovens e o público feminino, que procuram néctares com um teor alcoólico menor e mais frutados, e que se encontram no mercado com um preço muito competitivo.
De acordo com especialistas quer gourmet, quer enófilos, o rosé é um vinho jovial, óptimo para consumir nos dias quentes de Verão, mas que também pode ser consumido durante todo o ano, sendo que acompanha bem aqueles pratos em que o vinho branco é demasiado leve e o tinto se sobrepõe ao sabor da refeição, como são exemplo as carnes magras, peixes e massas.
Fazer um bom rosé não é para todos. Desengane-se, portanto, quem pensa que a vinificação é simples. Na verdade, o trabalho de vinificação de um rosé de qualidade é tão exigente como o de qualquer outro vinho, como é o caso do Portal Rosé, que provém das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca. Depois de se proceder ao desengace com esmagamento, a que se segue a maceração a frio – até que seja obtida a cor suficiente para iluminar a garrafa –, passa-se a fermentação em cubas de inox, cuja temperatura é rigorosamente controlada.
O Portal Rosé chega aos consumidores com uma cor rosada muito atractiva. No nariz exibe aromas jovens, assim como frutos vermelhos com notas florais. Na boca este néctar revela excelente acidez, com um final firme e fresco.
A qualidade destes vinhos rosé da Quinta do Portal pode ser atestada pelos prémios alcançados no International Wine Chalhenge, nos Decanter Awards e no Concours Mondial du Rose.
Sediada em Celeirós do Douro, Sabrosa, a Quinta do Portal dedica-se ao conceito boutique winery, e, até há pouco tempo, especialmente à produção de vinhos DOC Douro, vinhos do Porto de categorias especiais e moscatéis. Mais recentemente começou a produzir azeite e conta, ainda, no seu projecto com uma vertente enoturística assente em duas unidades de turismo rural e num armazém de envelhecimento de vinhos desenhado pelo arquitecto Siza Vieira, que têm merecido vários prémios. Os galardões conquistados nacional e internacionalmente pelos seus vinhos têm conferido a esta empresa uma marca de qualidade e distinção.


Sem comentários:

Enviar um comentário