Número total de visualizações de página

segunda-feira, 14 de março de 2011

Espumantes Vértice e vinhos «Quanta Terra» voltam a convencer Wine Advocate de Robert Parker


Os vinhos Quanta Terra Grande Reserva 2007 e Quanta Terra Branco Grande Reserva 2008, dos enólogos Celso Pereira e Jorge Alves, receberam 90 pontos na escala de avaliação da Wine Advocate, do conceituado crítico Robert Parker.
O mesmo sucedeu com o Espumante Bruto Super Reserva Vértice 2005 e pelo vinho Grande Reserva Vértice 2008, ambos os projectos com a assinatura do enólogo Celso Pereira. O espumante Bruto Super Reserva Vértice 2005 é visto pela Wine Advocate de Parker como um vinho que “surpreenderá aqueles que não estão familiarizados com a realidade dos espumantes portugueses”, pondo o enfoque no “amadurecimento da qualidade de produção, de colheita para colheita” que a empresa Caves Transmontanas tem registado.
O Quanta Terra Grande Reserva 2007 provém das castas Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Barroca, Tinta Roriz e Sousão e envelheceu em casco por um período de doze meses, estando no mercado cerca de 12 mil garrafas. Já o Quanta Terra Branco Grande Reserva 2008 é produzido com as castas Viosinho e Gouveio e estagiou durante nove meses e saiu para o mercado com duas mil garrafas. Os vinhos Quanta Terra têm merecido largos elogios por parte da crítica nacional e internacional.
De destacar, ainda, que outros dois vinhos da empresa Caves Transmontanas alcançaram pontuações muito meritórias: 89 pontos para o Vértice Branco 2008 e 87 pontos para o Espumante Vértice Bruto Rosé 2009.
A empresa «Quanto Terra – Sociedade de Vinhos, Lda.» foi constituída em 1999, depois dos dois reputados enólogos do Douro que abraçaram o projecto – Celso Pereira e Jorge Alves – terem iniciado uma rigorosa prospecção em dez propriedades do Cimo Corgo e Douro Superior, para averiguar da possibilidade de produzir vinhos tintos DOC/Douro. A maioria acabou por ser rejeitada, por não cumprirem os parâmetros previamente estabelecidos. Desta selecção ficou a Quinta do Tralhão onde, desde 1999, a «Quanta Terra - Sociedade de Vinhos, Lda», produz os Douro D.O.C. «Quanta Terra».