Número total de visualizações de página

quarta-feira, 11 de julho de 2012

«Grandes Quintas Reserva 2009» candidato aos “óscares” do vinho, em Londres!



Uma medalha de Ouro e, posteriormente, a distinção com dois troféus, respectivamente o «Red Douro Trophy» e o «Portuguese Red Trophy», deram uma candidatura directa ao «Grandes Quintas Reserva Tinto 2009» – do produtor duriense Casa d’Arrochella –, no «IWC Awards Dinner 2012», evento considerado pela comunidade enófila mundial como “the Oscars of the Wine Trade”, e que terá lugar no próximo dia 11 de Setembro, na capital inglesa.


A qualidade do Grandes Quintas Reserva Tinto 2009, do produtor duriense Casa d’Arrochella, já havia sido reconhecida no International Wine Challenge 2012, com a atribuição de uma Medalha de Ouro. Assim, e na sequência desta distinção, no passado dia 20 de Junho, os vinhos deste produtor duriense estiveram em prova no «Taste of Gold», que se realizou, uma vez mais, em terras de Sua Majestade. Este evento, de grande cartel e onde só os premiados dos premiados haveriam de marcar presença, distinguiu o Grandes Quintas Reserva Tinto 2009 com dois importantes troféus: o «Red Douro Trophy» e o «Portuguese Red Trophy».

Agora, e depois de todas as distinções referidas, no próximo mês de Setembro, Bernardo Alegria, administrador da Casa d’Arrochella, ficará a saber se traz para território nacional o galardão máximo, o «Champion Red Wine Award 2012», apelidado de o “Óscar dos Vinhos”, no já referido evento «IWC Awards Dinner 2012». Um acontecimento onde são esperados mais de 750 jornalistas, bem como profissionais da área de vinhos, de todo o mundo.

“Estas são distinções que atestam a qualidade dos vinhos produzidos pela Casa d´Arrochela, e são para nós muito gratificantes”, considera Bernardo Alegria. “Tal como uma vinha demora cinco anos a dar a sua primeira graça, uma marca precisa do mesmo tempo para se destacar, e a sucessão anual deste tipo de prémios e distinções enche-nos de orgulho”, acrescenta o referido administrador.

Produzido a partir de mais de 80% de vinhas velhas, onde predominam as castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca, as notas de prova do Grandes Quintas Reserva Tinto 2009 apontam para um vinho denso e profundo em termos de aroma. As notas balsâmicas do eucalipto do estágio equilibram-se com notas de frutos maduros e florais da casta. Na boca é elegante, de taninos finos, delicados, frescos, com notas vegetais, mentoladas, terminando persistente e elegante. Pelas suas características, prevê-se que possa envelhecer de uma forma muito positiva em garrafa durante os próximos dez a quinze anos. Este vinho está disponível nas melhores garrafeiras do País, a um preço aproximado de 13,5€.

Refira-se que o International Wine Challenge é um dos maiores concursos anuais de vinhos, tendo tido este ano em competição cerca de 19 000 vinhos. Realiza-se em Londres, desde 1984, ocorrendo durante duas semanas sob a avaliação de mais de 400 provadores.

Casa d’Arrochella

Com cerca de 600 hectares, 115 dos quais de vinha, distribuídos por cinco quintas – Quinta do Cerval, Quinta do Nabo, Quinta das Trigueira, Quinta de Vale d´Arcos e Quinta da Peça –, a Casa d’Arrochella integra-se numa nova geração de produtores de vinho da Região Demarcada do Douro. É na sub-região do Douro Superior, entre Vila Flor, Moncorvo e Vila Nova de Foz Côa que o projecto é desenvolvido com a paixão e o envolvimento cultural de quem tem uma ligação secular ao Douro.

A sua adega, totalmente equipada segundo os mais rigorosos critérios em vigor na actualidade, tem capacidade para a produção de cerca de 300 000 litros.



Sem comentários:

Enviar um comentário