Número total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Normalização, Metrologia e Qualificação vão estar em reflexão e exposição na Exponor


 
O sector empresarial está hoje perfeitamente ciente de que os critérios de qualidade nas suas empresas são cada vez mais uma marca distintiva para vencer em mercados competitivos. Indo ao encontro dessa necessidade de mercado, também a Exponor vê na ‘Qualidade’ uma componente fundamental de estratégia empresarial e decidiu, por isso, avançar com o Fórum e Exposição de Normalização, Metrologia e Qualificação.
Este evento de estreia na Exponor, que se realiza dias 26 e 27 de Setembro, é co-organizado pelo IPQ - Instituto Português da Qualidade e pela APQ - Associação Portuguesa para a Qualidade, e vai assentar nos três pilares que formam o Sistema Português de Qualidade: normalização, metrologia e qualificação.
São cada vez mais as sociedades que reconhecem esta realidade e o que ela representa para os seus critérios de produtividade e de competitividade. Ao actuar em mercados crescentemente exigentes, as empresas enfrentam a necessidade de produzir mais riqueza do que aquela que consomem. Isso é possível definindo objectivos de qualidade que, uma vez alcançados, vão ao encontro das expectativas dos consumidores e clientes.
Agregar pessoas, empresas e organizações nacionais e internacionais num pólo de reflexão e debate é o objectivo central do fórum, que conta com um programa vasto e uma equipa técnica qualificada. Reunindo os mais importantes players que actuam nesta área, realizar-se-ão palestras para discutir assuntos técnico-profissionais e demonstrar a importância da utilização de normas, minicursos e acções de formação, o prémio SPQ da Qualidade, a exposição de produtos e serviços e uma mostra sobre a história e evolução da metrologia em Portugal.
Um dos pontos altos é a atribuição do ‘Prémio de Qualidade’. Esta distinção procurará selecionar e diferenciar soluções com melhores condições de competitividade no mercado externo. Internamente, a iniciativa resultará como incentivo à excelência de trabalhos académicos de carácter inovador e funcionará como incentivo à melhoria da qualidade dos produtos e serviços portugueses, sobretudo os que tenham contribuído para o aumento do nível de exportações.



Ceranor, a maior feira de homeware em Portugal,
regressa à Exponor entre 5 e 8 de Setembro



A 23ª adição da Ceranor - Casa Hotelaria, Decoração e Brinde regressa em Setembro à Exponor para reforçar o seu posicionamento de liderança enquanto maior feira de homeware que se realiza em Portugal.
O certame, que se realiza de 5 a 8 de Setembro, é uma vez mais o palco privilegiado para os profissionais do sector poderem apresentar as suas mais recentes novidades, reforçarem relações comerciais e realizarem negócio através de troca de ideias e oportunidades e tem como novidades o estreitamento de relações com a Galiza e a aposta nas economias emergentes de África.
A Ceranor quer reforçar a sua presença junto dos vizinhos galegos e, como tal, foi assinado um protocolo com o Colégio Oficial de Decoradores e Designers de Interior da Galiza, tendente à divulgação do evento junto dos associados desta instituição, para que visitem a Ceranor.
Angola, Moçambique e Marrocos são os países identificados como boas oportunidades de negócio, para os quais a organização apostou numa forte campanha de divulgação, para perceber as necessidades destes mercados e adaptar a oferta à procura.

Destaque ainda para uma iniciativa paralela, que permite alargar o âmbito da feira: “Espaço Tendências na Decoração de Eventos”. Serão apresentadas cinco mesas de tendências na decoração de eventos.

Este ano com cerca de 150 expositores, entre fabricantes, importadores, representantes e criadores, a Ceranor vai voltar a receber a visita dos principais profissionais do sector, assim como de compradores oriundos de países estrangeiros que procuram aquilo que de bom se faz em Portugal, com soluções inovadoras e diferenciadoras.
A par do aspecto estritamente profissional, mas também tendo em vista cativar para o «made in Portugal» através dos afectos, está estabelecida uma parceria com empresas de hotelaria e restauração e instituições relevantes da cidade onde o design e decoração marcam presença arrojada, para cimentar a região o Porto junto dos visitantes como um pólo mundial nesta área.

terça-feira, 30 de julho de 2013

PortoJoia - a grande montra nacional de Joalharia, ourivesaria e relojoaria. De 26 a 29 de Setembro, na Exponor, em Matosinhos




Relojoaria e Ourivesaria - regressa à Exponor!


A PortoJoia – Feira Internacional de Joalharia, Relojoaria e Ourivesaria – regressa à Exponor entre 26 e 29 de Setembro para se voltar a afirmar como a grande montra nacional de um sector pujante e inovador, que tem mostrado a capacidade de Portugal em fazer bem.

Uma feira dirigida aos profissionais e empresas do sector e que está centrada na melhoria constante da oferta, quer através da promoção de eventos, quer com a introdução de novos factores de criatividade e estímulos a essa mesma criatividade. É nesse sentido que esta 24ª edição volta a instituir o Prémio PortoJoia Design, já na sua 9ª adição, e que este ano tem como tema escolhido a água, aproveitando assim o “Ano Internacional de Cooperação pela Água”.

O desafio está lançado aos estudantes e formandos de cursos de ourivesaria para que apresentem as suas propostas originais, a partir do referido mote. As obras estarão patentes no recinto da feira ao longo dos quatro dias do evento.

Esta é uma iniciativa que se tem mostrado determinante no aproximar dos estudantes ao mercado de trabalho, revelando novos talentos.

Tal como tem acontecido em edições anteriores, a perspectiva é de que seja possível fomentar negócios e relações comerciais entre expositores e visitantes, através das novidades que vão estar expostas.

Para lá do aspecto mais comercial, este certame é também tido como o grande fórum para pensar e repensar o sector.

As propostas patentes na PortoJoia costumam despertar grande interesse entre profissionais e empresários estrangeiros. Para esta edição estão convidados compradores, distribuidores e importadores de países como o Reino Unido, Rússia, Polónia, República Checa, Alemanha, Ucrânia, Hungria, Cazaquistão, Arménia, Omã e Emirados Árabes Unidos, que manterão reuniões bilaterais com vista a estabelecer negócio. E, atendendo a números de edições anteriores, estima-se que mais de 50 por cento dos contactos estabelecidos nestes encontros acabam por ser profícuos, redundando em negócios fechados.



segunda-feira, 29 de julho de 2013

O bolo pode ser uma verdadeira obra de arte. É isso mesmo que os visitantes do Cake Alive Porto 2013 poderão constatar de 6 a 8 de Setembro na Exponor, em Matosinhos. Uma mostra que será o principal encontro nacional de profissionais do sector e em que o público em geral está convidado a apresentar doces e apelativas propostas.
Cake Alive Porto 2013 realiza-se pela primeira vez na Exponor com um vasto programa



O bolo visto como uma arte criativa na Exponor de 6 a 8 de Setembro



De 6 a 8 de Setembro, na Exponor – Feira Internacional do Porto, vai ser ‘mais bolos’. O Cake Alive Porto 2013 é a primeira feira totalmente dedicada à arte de «desenhar» um bolo que se realiza neste centro de congressos, em parceria com a Associação Nacional de Cake Designers, e vai contar com a participação de vários profissionais portugueses e estrangeiros ligados ao sector.
A mostra será uma oportunidade para conhecer e adquirir as últimas novidades nesta área. E esta é uma área em que a inovação não tem limites, e onde as propostas têm grande pendor estético, tanto pela criatividade, pela variedade, como pela harmonia dos desenhos.
Como não há nada mais doce do que o açúcar, estas tentadoras propostas estarão na Exponor pelas mãos dos melhores cake designers, que mostrarão as técnicas do sugarcraft, ou seja a arte de moldar bolos com pastas de açúcar, cuja origem vem do país de sua majestade.
Em exposição estarão também materiais, utensílios, bem como matérias-primas que podem ser adquiridos no local
Subjacente à realização do Cake Alive Porto 2013 está o objectivo de captar cada vez mais adeptos para a arte de decorar bolos. A Associação Nacional de Cake Designers vai promover no recinto da feira acções de dinamização do evento. «A Fauna», é o tema proposto quer para um concurso ao vivo a realizar no último dia do evento, quer para bolos executados previamente. Critérios como a estética geral, equilíbrio de cores e formas, decoração, desenho e simetria, grau de dificuldade e perfeição, assim como originalidade do tema serão determinantes para a avaliação do júri, presidida por um cake designer internacional.
Outro dos temas proposto para o público admirador do cake design apresentar as suas potencialidades é “O Porto”. As vinte melhores propostas estarão em exposição durante toda a feira.

Mini-workshops

Nos dias 6 e 7 de Setembro, Branca Lopes vai ministrar seis mini-workshops, subordinados aos temas «CupCake Decorado»; «Iniciação às Flores» e «Iniciação à Modelagem». A lotação por turma é de 12 inscritos, as inscrições são gratuitas e aceites por ordem de chegada após a compra de bilhete de entrada no Cake Alive Porto.
Designer gráfica de formação, Branca Lopes dedica-se à arte do Cake Design como profissão há cinco anos, sendo criadora da marca registada Essência do Bolo. Com especialização na área dos eventos, fez diversas formações com profissionais internacionais como: Mirta Biscardi (argentina), Molly Eleonora Coppini (itália), Mike Elder (E.U.A.) e Lindy Smith (Inglaterra).
É atualmente reconhecida como uma das melhores em bolos de casamento, elaboração de mesas de doces temáticas, e formação.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Sugestão para os dias quentes de Verão…


Sugestão para os dias quentes de Verão…

 

Granizado com vinho doce Fémina Branco é proposta

da Quinta do Portal para os dias quentes de Verão

 

Agora que os dias de calor estão aí, a Quinta do Portal lança uma proposta refrescante para servir em cocktails, bares ou esplanadas. O Granizado de Portal Fémina é uma bebida de baixo teor alcoólico, mas com alguma complexidade, que pode também ser consumido antes das refeições.

O Portal Fémina Branco, um vinho que o enólogo da Quinta do Portal, Paulo Coutinho, classifica como “leve, fresco e sedutor”, foi lançado em 2011 e regista agora um upgrade com duas variantes de cocktail granizado: uma delas com lima e hortelã; a outra macerada com rodelas de pepino e Moscatel Douro Portal. Para lá da vertente refrescante, trata-se de bebidas de grande impacto visual, despretensiosas e com a dose certa de sofisticação.

Proveniente das castas moscatel (85%) e Viosinho (15%), o Portal Fémina Branco é um vinho menos alcoolizado do que o vulgar, com 11 graus de alcoolemia, e vai de encontro àquilo que têm sido as pretensões manifestadas pelos novos consumidores e, além do mais, cumpre com o que é uma linha de inovação que está sempre presente na orientação da empresa.

O Portal Fémina Branco inaugurou uma nova categoria de vinhos no Douro, o Douro Doce, e tem vindo a ganhar consumidores nomeadamente entre uma franja mais jovem e feminina, muito por força da sua vertente polivalente de consumo.

Fruto de duas variedades precoces, que contribuem em iguais partes e de forma harmoniosa, querem termos de aroma e frescura, quer em termos de acidez, deve servir-se gelado e, depois de esta ser aberta, deve ser guardada em frigorífico, para que possa voltar a ser consumido sem perder qualquer tipo de propriedade.