Número total de visualizações de página

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Colecção Outono/Inverno da Collove
privilegia brilho e cores fortes 
Conforto, beleza e originalidade determinam a colecção Outono/Inverno da Collove que mantém a sofisticação e design exclusivo que caracterizam esta marca 100 por cento nacional. Para esta estação, a Collove, especializada em collants e roupa interior sem costuras, aposta em cores fortes e quentes que prometem amenizar os dias mais frios.
 A colecção cimenta o posicionamento da marca, que quer vestir a mulher de forma elegante, feminina e multifacetada, simultaneamente confortável e sensual. Uma linha de cores fortes e quentes que enfatizam o bordeaux, o verde ou o azul.Para o tempo frio, a Collove continua a apostar na microfibra - para melhor assegurar o conforto da mulher em todas as situações e multiplica a variedade de peças - collants, meias, bodies, t-shirts, soutien e diferentes modelos de cuecas, em tons sóbrios e quentes, com um desenho único que marca a diferença no mercado.
Este ano, os collants e meias apresentam, e de acordo com as tendências de moda internacionais, uma grande variedade de padrões, opacos ou transparentes. Outra aposta forte são as leggings que parece terem vindo para ficar.
Comercializada pela Custoitex, a marca Collove está presente, para além de todo o território nacional, nos mercados norte-americano e europeu, depois de ter, recentemente, avançado para a internacionalização. Desde que foi criada, em 1976, mantém-se como uma empresa familiar com elevado know-how na produção de collants e roupa interior sem costuras. A gerência da empresa, que emprega cerca de 80 pessoas, é da responsabilidade de Sandra Morais.
 

terça-feira, 29 de outubro de 2013


Produtores de vinho da Vidigueira unem-se para criar

a marca distintiva ‘Vidigueira Wine Lands’
 

Cientes de que juntos são mais fortes, seis produtores de vinho da região da Vidigueira vão avançar com um projecto conjunto de promoção dos seus produtos e da sua região, de forma a aumentar a notoriedade de ambos, quer a nível nacional, quer a nível internacional.

A nova Associação Vidigueira Wine Lands (VWL) avança assim com os seguintes produtores: ‘Quinta do Quetzal’, ‘Herdade Grande’, ‘Casa Agrícola HMR - Herdade Monte da Ribeira’, ‘Ribafreixo wines’, ‘Adega Cooperativa da Vidigueira’, ‘Cuba e Alvito’ Vitifrades- ADL’ e ‘Herdade de Lisboa - Paço de Infantes’, bem como a Câmara Municipal da Vidigueira, como sócio-honorário, que se propõem contribuir para o desenvolvimento socio-económico do concelho. Um trunfo precioso da Vidigueira e que se pretende alavancar quer nacional, quer internacionalmente é o terroir desta região, que marca de forma única e indelével os néctares ali produzidos.

Os solos xistosos e graníticos estão identificados como tendo condições únicas para, por exemplo, a produção de vinhos brancos de qualidade superior.

Aliás, o vinho é a grande alavanca da economia de um concelho singular nas condições de que dispõe para produzir vinhos de excelente qualidade. “É uma região com história, com carácter, que tem produtores comprometidos com a excelência e o saber fazer, sendo também estas razões pelas quais será criado pela VWL um selo de «garantia de genuidade»”, revela Reto Jörg, presidente eleito da Vidigueira Wine Lands.

Ainda nos intentos desta associação está a criação “de um modelo de enoturismo que evidencie a região da Vidigueira como um destino vínico e gastronómico de eleição”, acrescenta Reto Jörg.

Numa altura em que o mercado consumidor procura diferenciação, personalidade e carácter na oferta, a marca Alentejo, apesar de sobejamente conhecida, quer a nível nacional, quer a nível internacional, não expressa toda a singularidade das sub-regiões que a integram, como é o caso da Vidigueira. “Queremos, por isso, promover e valorizar uma das marcas distintivas desta sub-região, por exemplo, “dar paternidade a uma casta típica e nobre, como é o caso da Antão Vaz”, revela Reto Jörg.

Independentemente do estilo próprio e posicionamento de cada um dos produtores fundadores da VWL, há um objectivo comum a todos: o compromisso com princípios de excelência, que esta associação pretende reforçar, designadamente, no aproveitamento de sinergias entre os seus membros.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013


bbgourmet inaugura espaço no Arrábida Shopping

e chega à Baixa do Porto até final do ano
 
Está em marcha o projecto de expansão do grupo de restauração bbgourmet, que inaugura mais dois restaurantes até ao final deste ano. Já na próxima quinta-feira, abre portas o bbgourmet Arrábida, em Gaia, e até final do ano o bbgourmet chega à Baixa do Porto, para se instalar na Rua Fernandes de Tomás, no emblemático edifício do Palácio do Comércio.
O conceito dos dois novos espaços vai na linha que norteou a abertura recente de dois outros restaurantes – no Península Boutique Center e nas Antas -, muito centrado na oferta de refeições gourmet em 5 minutos, que podem ser consumidas no restaurante, em casa ou no escritório, através da «marmita bb». As refeições traiteur, pré-confeccionadas, que podem ser levadas para casa e mantidas em frio positivo com uma duração de 30 dias, é outra valência de aposta forte destes espaços.
Jorge Santos, administrador do grupo bbgourmet, justifica a opção de localização dos novos espaços pelo facto de o bbgourmet “ter critérios de diferenciação relativamente à restauração normal dos shoppings e porque, em geral, estes espaços são dos locais mais selecionados para a abertura de lojas”.
Já no que respeita à Baixa do Porto, que cada vez mais é um ex-libris da movida e de espaços diferenciadores, Jorge Santos está convencido de que “será um espaço emblemático, numa zona que é o futuro da cidade e que vai de encontro à filosofia cosmopolita do bbgourmet”. O restaurante situar-se-á no edifício do Palácio do Comércio, na Rua de Fernandes Tomás, e deverá abrir até final deste ano.
Franchisar está nos planos do grupo, que tem como meta abrir três novos espaços por ano. O plano de investimentos para 2013 está orçado em 600 mil euros, com os restaurantes das Antas, Arrábida Shopping e Baixa, que no total criarão mais 30 postos de trabalho.
 

Cerca de 20 mil pessoas entre muitos famosos

passaram pela ‘In Beauty by Expocosmética’
 

A ‘In Beauty - by Expocosmética’ levou até à MEO Arena (antigo Pavilhão Atlântico), em Lisboa, cerca de 20 mil pessoas interessadas em ver as últimas tendências nas áreas do cabelo, unhas, estética, cosmética e também moda.

Considerada já pela organização como tendo sido um certame com grande sucesso, esta primeira edição da feira, em Lisboa, contou com demonstrações segmentadas de cada uma das áreas referidas, assim como workshops, desfiles e concursos, para além de um grande dinamismo e interacção entre expositores e visitantes.

Entre as iniciativas que mais destaque mereceram, quer nos profissionais, quer no público em geral, contam-se os workshops de maquilhagem e unhas, os desfiles das marcas ‘Collove’, de roupa interior e collants, e ‘Bazaar a’Porter’, de roupa feminina, o ‘Campeonato Nacional de Nail Art’, cuja grande vencedora foi Sara Pinto, formadora do projecto «Perfect Nails», ou ainda a caracterização ao vivo do elenco da série ‘Sangue Frio’, que promete brevemente fazer furor na televisão.

Com a participação de cerca de 80 expositores, os três dias em que decorreu a In Beauty atraíram também muitas caras mediáticas, que não quiseram deixar de conhecer as últimas novidades no que aos cuidados das unhas, cabelo, cosmética ou estética dizem respeito. Entre elas estavam Cláudia Jacques, madrinha da feira, Alexandra Fernandes, a atriz Sofia Ribeiro, José Moutinho, Mónica Sofia e Rubim, Isabel Nogueira, entre muitas outras.

No final da feira expositores e organização demonstraram grande satisfação face ao retorno e interesse demonstrado pelo público. A Exponor prepara-se agora para a 13ª edição da Expocosmética, a ‘irmã mais velha’ da In Beauty. Esta feira realizar-se-á em Maio de 2014.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013


Reabilitação urbana em Portugal
 
precisa de 200 mil milhões de euros

 
 

Numa altura em que, na Europa, os investimentos na reabilitação de edifícios já superam os montantes utilizados na construção de novas habitações, a Exponor leva a efeito a 26ª Concreta Feira Internacional da Construção para uma Regeneração Urbana Sustentável, entre 23 e 26 de Outubro, na Exponor.

De acordo com as estatísticas da Euroconstruc.-DAE17 que constam do guia que o Portal da Construção Sustentável vai apresentar no certame, na União Europeia o investimento médio na reabilitação cifra-se nos 33 por cento do total do setor da construção, o que representa um valor superior ao efetuado na construção de novas habitações, que se situa em 26 por cento.

Associada à questão da regeneração urbana está a preocupação com o desempenho energético dos edifícios que, em Portugal, está regulado desde 1 de Janeiro de 2009. De facto, não apenas na fase de utilização do ed¬ifício, mas considerando também a fase de obra, o sector da construção tem acentuadas responsabilidades no que respeita ao impacto ambiental negativo que lhe está adjacente. De en¬tre os vários impactos, salientam-se a produção de resíduos, o consumo de energia, emissões de CO2 e consumo de recursos naturais. “Este impacto está, sobretudo, associado à construção nova, e resulta do consumo de enormes quantidades de materiais, de matéria-prima e de energia”, explica a arquiteta Aline Guerreiro Delgado, dinamizadora do Portal da Construção Sustentável.

Representando a utilização dos edifícios, atualmente, 40 por cento do consumo de energia na União Europeia, com tendência para aumentar pelo facto do setor se encontrar em ex¬pansão, torna-se imperativo criar condições para que os edifícios, principalmente os existentes, passem a ser mais eficientes no âmbito do estabelecido no protocolo de Quioto.

A 26ª Concreta decorre na Exponor entre os dias 23 e 26 de Outubro, com as vertentes da Regeneração Urbana e Sustentabilidade, da Internacionalização e da I&D e Inovação. Dirigida a profissionais, a feira está aberta ao público no último dia, 26, funcionando diariamente entre as 10h00 e as 19h00.




Vinhos da Quinta do Quetzal conquistam Ouro

no prestigiado concurso Mundus Vini
 

 Os vinhos do produtor alentejano Quinta do Quetzal continuam a ver a sua qualidade reconhecida além-fronteiras.
O Quinta do Quetzal Reserva Tinto 2010 é um vinho que tem vindo a merecer vários prémios, aos quais se acrescenta agora esta medalha de ouro. Indicado para acompanhar carnes e peixes de longa confecção, apresenta-se Intenso e expressa frutos negros, envolvidos por tosta de madeira.
O novo Guadalupe Winemaker’s Selection Tinto 2009, que resulta de um rebranding da marca Guadalupe, foi um dos vinhos que conquistou ouro no Concurso Mundus Vini, a par do Quinta do Quetzal Reserva Tinto 2010.
Resultante das castas Syrah, Alfrocheiro, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon, plantadas nos solos xistosos com acentuado declive da Quinta do Quetzal, o Guadalupe Winemaker’s Selection Tinto 2009 apresenta cor granada, com um aroma frutado e intenso, pelo que é aconselhado para consumir com pratos também eles complexos e intensos, segundo a equipa de enologia da Quinta do Quetzal, composta por José Portela e Rui Reguinga. Na boca revela uma boa estrutura e alguma complexidade. Com um teor alcoólico de 14 por cento, este vinho deve ser servido a uma temperatura a rondar os 16 graus, logo a seguir à compra, ou pode ser guardado até cinco anos em local fresco ao abrigo da luz.


Da gama Guadalupe, chega também ao mercado o Guadalupe Winemaker´s Selection Branco 2012, este produzido apenas com a tão característica casta alentejana Antão Vaz, que tem nos terrenos xistosos da Vidigueira um clima excepcional para produzir vinhos brancos de qualidade superior. Um vinho de cor citrina, aromas com notas de fruta fresca e muita mineralidade, ideal para acompanhar caldeiradas, peixe assado no forno e carnes brancas. Com um teor alcoólico de 13 por cento, deve ser bebido a uma temperatura de 12 graus e pode ser guardado até dois anos em local fresco.
Empresa, adega e equipa de enologia
O projecto da Quinta do Quetzal nasce da paixão do casal holandês Inge e Cees de Bruin por Portugal, pela Região Sul do País e muito particularmente pela nossa gastronomia. Depois de cerca de trinta anos de ligação a Portugal, com casa no Algarve, decidiram, em 2002, avançar com o projecto, começando a rentabilizar a Quinta do Quetzal, com 45 hectares de vinha localizados na freguesia de Vila de Frades, Vidigueira. Trata-se de uma região com ligações milenares à produção de vinho. Nas imediações ficam as ruínas da vila romana de S. Cucufate, onde foi descoberta a mais antiga adega da Península Ibérica.
A adega da Quinta do Quetzal é um projecto arquitectónico dos arquitectos eborenses Filipe Nogueira Alves e Margarida Direitinho. A inspiração está, por um lado, na adega da vizinha vila romana de S. Cucufate, datada do sec. I d.C. e, por outro, nos silos de cereais típicos da região do Alentejo.
Dessa inspiração nasceu a moderna adega da Quinta do Quetzal. Trata-se de uma adega redonda, definida por linhas puras e materiais contemporâneos. Na adega da Quinta do Quetzal, todo o processo de vinificação decorre num circuito que se inicia no topo da adega e termina na cave, aproveitando o efeito da gravidade, sem recurso a bombas mecânicas, mantendo a tradição e a ligação à história vitivinícola alentejana.

 


 

Mural Reserva Tinto 2010 no lote

de Melhores Compras da Wine Enthusiast

Os vinhos da Quinta do Portal continuam a alcançar distinções de monta junto da crítica internacional especializada. Uma vez mais um vinho deste produtor – o Mural Reserva Tinto 2010 -, integra a curta lista de 100 Melhores compras para a prestigiada Wine Enthusiast, uma das revistas mais influentes a nível mundial, que o classificou com 91 pontos.

Tendo na sua composição um blend de castas da região (Touriga Franca, Tinta Roriz e Touriga Nacional), este vinho apresenta coloração rubi, é denso e profundo, revelando aromas de especiarias com canela e também geleia de frutas vermelhas. O final é longo e complexo, revelando os benefícios do envelhecimento na garrafa.

Ainda recentemente, dois outros vinhos da Quinta do Portal figuraram entre as 100 melhores compras sugeridas para este ano pela prestigiada revista norte-americana «Wine & Spirits».

O «Quinta do Portal 2008 Douro Mural Reserva» e o «Quinta do Portal 2011 Vinho Verde Trevo Branco» alcançaram noventa pontos. A pontuação e relação qualidade/preço são parâmetros levados em conta pela equipa de provadores da revista para figurar entre a short list de 100 vinhos que podem integrar as ‘100 Melhores Compras para 2013’, de entre milhares de vinhos sujeitos a prova.

A Quinta do Portal, localizada na Região Demarcada do Douro, mais precisamente em Celeirós do Douro, no vale do rio Pinhão, abraçou o conceito ‘Boutique Winery’, dedicando-se à produção de vinhos DOC Douro, Vinhos do Porto de categorias especiais e Moscatel do Douro, tendo sido distinguida pela «Wine & Spirits» como uma dos 100 top Winery of the World.

Possui, ainda, um complexo enoturístico constituída por duas unidades hoteleiras de charme, a «Casa das Pipas» e a «Casa do Lagar» e um armazém de envelhecimento de vinhos desenhado pelo arquitecto Siza Vieira.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Collove revelou a sua nova coleção

ao público da In Beauty


A colecção, já para este Outono|Inverno, da Collove mostrou-se pela primeira vez ao público num desfile que animou a primeira edição da In Beauty em Lisboa, no passado fim-de-semana, na Meo Arena. Esta marca 100 por cento nacional, especializada em collants e roupa interior sem costuras, apresentou uma linha de cores fortes e quentes.

Perante uma plateia que integrava diversas figuras públicas, os manequins da Collove mostraram o conforto da microfibra aplicada em collants, meias, bodies, t-shirts, soutiens e diferentes modelos de cuecas, em tons sóbrios e quentes, com um desenho único que marca a diferença desta marca no mercado.

Este ano, os collants e meias apresentam uma grande variedade de padrões, opacos ou transparentes, de acordo com as tendências de moda internacionais.

Comercializada pela Custoitex, a marca Collove está presente, para além de todo o território nacional, nos mercados norte-americano e europeu, depois de ter, recentemente, avançado para a internacionalização. Desde que foi criada, em 1976, mantém-se como uma empresa familiar com elevado know-how na produção de collants e roupa interior sem costuras. A gerência da empresa, que emprega cerca de 80 pessoas, é da responsabilidade de Sandra Morais.


quinta-feira, 3 de outubro de 2013


Mágico português Helder Guimarães nos trilhos da Broadway com «Nothing to Hide»

É mais um passo marcante na carreira do mágico português Helder Guimarães. O espectáculo «Nothing to Hide», um verdadeiro recorde de bilheteira, vai entrar nos trilhos da Broadway, em Nova Iorque. Após inúmeras repetições, assistências lotadas sem precedentes e quebrando vários recordes de bilheteria na Geffen Playhouse, em Los Angeles, o espectáculo atravessa o continente americano e chega a Nova Iorque, onde estreia a 25 de Outubro e permanece em cena até 8 de Dezembro.
Helder Guimarães (2011 e 2012 Parlour Magician of the Year) criou o espectáculo com Derek Delgaudio, e ambos são os protagonistas deste show, que tem encenação assegurada por um vencedor de um Emmy Award, Neil Patrick Harris. "Helder é um mestre, um intelectual hilariante, e um verdadeiro cavalheiro. Trabalhar com ele é um verdadeiro privilégio. É aberto a sugestões, notavelmente altruísta, e está sempre disposto a melhorar. É tudo o que um encenador quer”, considera Neil.
Com apenas trinta anos de idade, o mágico português, que actualmente vive em Los Angeles, nos EUA, já venceu por duas vezes o Prémio de Mágico do Ano, considerado como o “oscar” da magia. O sucesso de «Nothing to Hide» foi uma alavanca para a conquista deste prémio, uma vez que o espectáculo recebeu rasgados elogios da crítica especializada e conquistou espectadores como Eva Mendes, Maria Sharapova, Barbara Streisand, Steve Martin, Aziz Ansari, Ryan Gosling, JJ Abrahams, Zack Galafinakis, Jimmy Kimmel ou Aimee Mann.
Currículo
Nascido em 1982, no Porto, Helder Guimarães começou muito cedo a mostrar apetência pela magia e prestidigitação, tendo feito uma primeira apresentação pública logo aos quatro anos. Com apenas 12 anos já participava em competições nacionais e internacionais.
Em 2004, tornou-se o primeiro português a ganhar o Prémio Ascanio, o mais prestigiado prémio nesta área em Espanha, que é a maior potência a nível mundial na área da prestidigitação. De realçar que foi o primeiro não-residente em Espanha a consegui-lo.
Mais tarde, em 2006, sagrou-se Campeão Mundial de Magia com Cartas, na Suécia, sendo o primeiro e único português a alcançar esse galardão. Este foi um momento que fez catapultar a carreira de Helder Guimarães, que a partir daí começou a realizar espectáculos um pouco por todo o mundo.
 

 
 
 

quarta-feira, 2 de outubro de 2013


Exponor leva até Lisboa In Beauty, com as últimas tendências de estética, moda, cabelos e unhas

O mundo mágico das unhas vai estar em destaque na In Beauty-by Expocosmética, que está prestes a arrancar. De 5 a 7 de Outubro, numa organização da Exponor, esta feira apresentará as últimas novidades não só no campo das unhas, como também da estética, da moda em cabelos, assim como da área de wellness.

Demonstrações segmentadas de cada uma das áreas referidas, workshops, desfiles e concursos irão marcar os três dias da In Beauty, um certame dirigido ao público em geral nos dois primeiros dias e reservada a profissionais no dia de encerramento.

Assim, uma das actividades paralelas que promete animar o certame é o Campeonato Nacional de Nails Art, que se realiza no domingo, dia 6 de Outubro. Oportunidade para os participantes mostrarem toda a imaginação e criatividade na arte de bem tratar as unhas e perceberem em que patamar de profissionalismo se encontram, conhecendo novas técnicas e aumentando a sua auto-estima.

Os participantes devem completar o trabalho de decoração de unhas nas duas mãos de uma forma criativa e apropriada ao tema do Campeonato, que é «Conto de fadas». Terão de utilizar um mínimo de duas técnicas de Nail Art e terão duas horas para executar os trabalhos.

A In Beauty tem como madrinha da feira Cláudia Jacques, que marcará presença, assim como muitas outras figuras públicas, no cocktail de boas-vindas, que acontece a 5 de Outubro, pelas 14h00. Com mais de meia-centena de expositores das várias áreas, não faltará elegância, singularidade e profissionalismo nesta In Beauty que terá várias iniciativas paralelas a decorrer durante os três dias:

5 de outubro

• Cocktail de Inauguração

Horário: 14h00

• Workshop Estilismo de Unhas

Horário: 15h00 - 16h00
Local: Trends Louge
Organização: Nails 21

• Collove In Beauty Fashion Show

Horário: 16h00
Local: Palco
Organização: In Beauty e Collove

• Apresentação MicaBeauty

Horário: 16h30
Local: Stand MicaBeauty
Organização: MicaBeauty

• Desfile Bazaar a Porter

Horário: 17h00

Local: Palco

Organização: In Beauty e Bazaar a Porter

• Workshop Maquilhagem e Unhas (Bloggers e Press) - 2ª Parte

Horário: 17h00 - 18h00
Local: Trends Louge
Organização: Fun Fashion

• Casting «Queres ser a próxima manequim da Collove?»

Horário: 18h00
Local: Palco
Organização: Collove

 

6 de outubro


• Sangue Frio: Sessão de caracterização com elenco

Horário: 15h30 - 18h00
Local: Trends Lounge
Organização: Estética Viva

• Sangue Frio: Apresentação do Teaser com elenco

Horário: 18h30
Local: Palco
Organização: Estética Viva

• II Campeonato de Nail Art em Portugal

Horário: 14h00 - 16h00
Local: In Beauty Passerelle
Organização: Nail Couture e Revista de Estilismo de Unhas

 
HORÁRIO DA FEIRA:

5 de Outubro: 14h00/22h00

6 de Outubro: 10h00/19h00

7 de Outubro: 10h00/19h00 (Só para profissionais)
 

Entrada: cinco euros

Profissionais e estudantes: dois euros

Negócios da construção em foco na Exponor

com a 26ª edição da Concreta

 
De dois em dois anos, a Exponor, em Leça da Palmeira, transforma-se no palco dos grandes negócios da construção, com a realização da Concreta – Feira Internacional da Construção para uma Regeneração Urbana Sustentável. Este ano, entre 23 a 26 de Outubro, o certame desenvolve-se em três vertentes fulcrais: a Internacionalização, o I&D e Inovação e a Regeneração Urbana e Sustentabilidade.

No que toca à internacionalização, o certame vai criar, pela primeira vez, o ‘Portugal Meeting Point’, uma zona com várias atividades e valências. Este espaço funcionará como um “show room” de grandes dimensões, materializando, através de módulos individualizados ou através de “instalações”, as soluções e os materiais apresentados pelas empresas fabricantes nacionais presentes no Certame, conferindo-lhe uma nova dimensão e corporizando uma infraestrutura autónoma e complementar à feira comercial. O “Portugal Meeting Point” será o centro nevrálgico dos encontros de negócio entre a procura nacional e internacional e a oferta nacional.

Esta edição da Concreta aposta, ainda, fortemente na inovação e I&D, fomentando no seu recinto a ligação entre os empresários e as universidades para estimular o conhecimento e a adoção de técnicas e procedimentos inovadores.

Na vertente da sustentabilidade, a atenção vai focar-se, essencialmente, na evolução de novos e mais eficientes materiais de construção.

Paralelamente, a Concreta acolhe, ainda, o ISCE-International Steel Construction Exhibition, organização da responsabilidade da Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista.

A 26ª Concreta reserva os três primeiros dias para profissionais, sendo o dia 26 aberto ao público. O certame funciona entre as 10h00 e as 19h00.