Número total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de março de 2015

Mundus Vini distingue com prata o ‘Pacheca Tawny 10 anos’


Uma prestigiante medalha de prata acaba de destacar o produtor duriense Quinta da Pacheca no Prémio Internacional de Vinhos Mundus Vini – Prova de Primavera, uma das maiores competições mundiais do sector, que se realizou na semana passada na Alemanha e a que concorreram este ano 4 000 vinhos de todas as afamadas regiões vinícolas do mundo.
O galardão foi atribuído ao Vinho do Porto ‘Pacheca Tawny Port 10 anos’, concebido pela enóloga Maria Serpa Pimentel a partir das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca e envelhecido nos calmos e frescos armazéns da Quinta da Pacheca, em Lamego.
O ‘Pacheca Tawny Port 10 anos’ adquire a sua cor característica âmbar-aloirada durante o processo de envelhecimento de vários anos, apresentando-se no copo com um nariz elegante e combinando aromas de frutos secos e complexas notas de chocolate, caramelo amanteigado e madeira fina de carvalho.
Com a medalha de prata conquistada, a Quinta da Pacheca alcança mais um importante reconhecimento internacional para o portefólio com que tem vindo a seduzir diversos mercados estrangeiros.
Na 16.ª edição do Mundus Vini, que teve lugar na cidade alemã de Neustadt an der Weinstrasse (estado da Renânia-Palatinado), o ‘Pacheca Tawny Port 10 anos’ foi submetido à apreciação de um júri integrado por 150 enólogos, ‘sommeliers’ e jornalistas especializados de 24 nacionalidades. 
A concurso estavam 4 000 vinhos de 37 países, com predominância dos oriundos da Alemanha, Itália, Espanha, França, Portugal, Áustria e Austrália.
O Prémio Internacional de Vinhos Mundus Vini tem por principal objectivo promover a qualidade e a divulgação dos vinhos concorrentes. Os galardões representam, por isso, um importante meio para os vários agentes do mercado (incluindo os consumidores) compararem vinhos e avaliarem as diferentes ofertas, de modo a facilitar decisões e estratégias de compra. Os prémios constituem também um reconhecimento do trabalho de produtores e enólogos, conferindo inegável prestígio às respectivas marcas.
A divulgação pormenorizada das medalhas atribuídas neste concurso vai ser feita durante uma cerimónia a realizar durante a feira internacional de vinhos ProWein, que tem lugar em Dusseldorf, na Alemanha, entre 15 e 17 de Março, e onde são esperados cerca de 40 000 visitantes. O certame conta com a participação de 3 700 expositores dos vários continentes, entre os quais a Quinta da Pacheca integrando a delegação ViniPortugal – Vinhos de Portugal, tendo em mente a divulgação de um dos produtos mais característicos do nosso país e a captação de novos mercados para exportação.

Sem comentários:

Enviar um comentário