Número total de visualizações de página

terça-feira, 21 de julho de 2015

Quinta da Pacheca reforça oferta enoturística
com a inauguração do Pacheca WineBar



Pacheca WineBar é o nome da nova estrutura criada para melhor receber os visitantes da Quinta da Pacheca, em Cambres, Lamego, e que está aberta ao público a partir de 15 de Julho.

«Queríamos proporcionar ainda melhores experiências a quem nos visita e decidimos construir de raiz este novo bar, onde podem ser degustados os vinhos Pacheca, mas também outras bebidas espirituosas, além de sumos e água, e ainda algumas das especialidades criadas pelo nosso chef residente, Carlos Pires, em harmonia com os vinhos da quinta», explica o director-geral da empresa, Álvaro Lopes. 

Concebido pelo Arquitecto Henrique Pinto, o novo Pacheca WineBar enquadra-se na arquitectura da propriedade e, num espaço de 30 metros quadrados, oferece um ambiente agradável e sugestivo que serve de apoio à wine shop já existente, bem como a qualquer visitante da quinta que pretenda relaxar e, ao mesmo tempo, experimentar novas sensações gastronómicas e vínicas.

O Pacheca WineBar está aberto todo o ano, entre as 10h30 e as 19h00, e constitui um reforço dos serviços já disponibilizados pela Quinta da Pacheca, onde a omnipresença do vinho se conjuga com a vertente gastronómica e turística, os quais têm vindo a merecer grandes elogios e importantes distinções a nível internacional. É o caso da unidade enoturística que constitui o ex-libris da propriedade, o The Wine House Hotel, que recebeu neste ano os prémios «The Best of Wine Tourism» na categoria de alojamento e de «Melhor Enoturismo do Ano» pelo guia ‘Boa Cama, Boa Mesa’. 

Visitas guiadas às vinhas e adega, provas e cursos de vinhos, wine shop, passeios, eventos, workshops de cozinha e turismo à la carte, incluindo passeios de barco, de comboio, de helicóptero ou pedestres, são algumas das actividades disponibilizadas nos 54 hectares da Quinta da Pacheca e nos arredores, de modo a permitir tirar o melhor partido das deslumbrantes paisagens do Douro.

Sem comentários:

Enviar um comentário