Número total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

GlobalWines domina prémios do VI Concurso 
«Os Melhores Vinhos Engarrafados do Dão»


Com dois prémios de prestígio e duas medalhas de ouro os vinhos da Global Wines/Dão Sul arrecadaram o maior número de prémios do VI Concurso «Os Melhores Vinhos Engarrafados do Dão».

O «Condessa de Santar Branco 2012» e o Vinha do Contador Tinto 2009 obtiveram do júri da prova o mais alto galardão do concurso, organizado pelo sexto ano, pela Comissão Vitivinícola Regional do Dão. 

O primeiro é um vinho produzido com uvas das castas encruzado, cerceal branco e arinto. Apresenta uma cor citrina e na boca mostra aromas de especiarias, casca de laranja, maçã e coco. O segundo vinho que conquistou os jurados, o «Vinha do Contador Tinto 2009», foi produzido através das castas touriga nacional, alfrocheiro e tinta roriz. De cor granada, na boca são notórios os aromas florais, marcado ainda por notas de baunilha e canela.

Na cerimónia de entrega de prémios, que decorreu na Pousada de Viseu, com a presença do secretário de Estado da Agricultura, José Diogo de Albuquerque, também outros dois vinhos integrados na Global Wines/Dão Sul atingiram posições de relevo. Em ano de comemoração de bodas de prata, a marca Cabriz foi premiada com duas medalhas de ouro: para o «Cabriz 25 anos» e para o «Cabriz Tinto Touriga Nacional 2010». 

Touriga nacional, baga, tinto cão e aragonez fazem do «Cabriz 25 anos» um vinho de acidez equilibrada e trabalhada, com taninos firmes e aromas a fruta madura e compota. Já o «Cabriz Touriga Nacional 2010» é um vinho monocasta, como o nome indica, e apresenta-se com uma intensa cor granada. Trata-se de um vinho com perfil longo, raro e precioso. 

Arlindo Cunha, presidente da CRV do Dão, mostrou-se orgulhoso com a qualidade dos vinhos a concurso, afirmando que “o Dão começa a ter o reconhecimento que merece”.

Sobre a Dão Sul/Global Wines 
A Dão Sul/Global Wines foi criada em 1989, focada nos vinhos do Dão, mas detém actualmente diversas quintas que lhe permitem actuar nas principais regiões vinícolas portuguesas, nomeadamente Verdes, Douro, Dão, Bairrada, Estremadura e Alentejo, bem como no Vale de S. Francisco, no Brasil. Os diversos vinhos com a chancela Dão Sul/Global Wines somam prémios internacionais e conquistam reconhecimento público como produtos de alta qualidade. Nos últimos anos, a empresa fez investimentos nas suas áreas produtivas - vinha, recepção, vinificação, armazenagem e engarrafamento - e implementou o sistema de HACCP (Hazard Analysis and Critical Control Point ou Análise de Perigos e Controlo de Pontos Crítico) e a certificação do Sistema de Gestão de Qualidade segundo a norma ISO 9001 em 2003. Quase todas as quintas têm uma vertente enoturística.

Sem comentários:

Enviar um comentário