Número total de visualizações de página

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Quinta da Pacheca impulsiona venda
de vinhos portugueses em França


Os vinhos Quinta da Pacheca estão a impulsionar o crescimento das vendas de vinhos da região do Douro em França, ganhando peso entre o volume global dos vinhos portugueses comercializados naquele país e contribuindo para que Portugal seja já o segundo país fornecedor do mercado gaulês.

De acordo com a revista "Rayons Boissons", especializada no sector de bebidas e direccionada para a grande distribuição, as vendas de vinhos lusitanos têm vindo a registar um crescimento da ordem dos dois dígitos, de há dois anos para cá, e ocupam a segunda posição na lista de vinhos estrangeiros vendidos em França, com um total de 1,6 milhões de garrafas só em 2014.

Nos hiper e supermercados franceses, apenas os vinhos do Norte de África superam os portugueses em termos de vendas, atingindo os 2,7 milhões de garrafas. Ainda assim, a sua taxa de crescimento fica-se pelos 3%, enquanto que as vendas com origem em Portugal cresceram 11% no ano passado.

Segundo a publicação especializada, as razões para tal fenómeno já não estão só reduzidas aos vinhos verdes e rosés, antes reflectindo a enorme expansão da procura turística que tem tido Portugal como destino e o Douro como um dos principais pólos de promoção e atracção. Ou seja, a procura de vinhos lusitanos em França não se limita à comunidade de cerca de um milhão de portugueses ali residentes. «A promoção faz-se através dos turistas franceses que visitam Portugal e que, de regresso a casa, procuram consumir produtos que provaram durante a estadia», explica a revista, citando Paulo Pereira, um dos proprietários da Agribéria, empresa que importa produtos alimentares de vários países para França, e co-proprietário da Quinta da Pacheca juntamente com Maria do Céu Gonçalves.

Os dados do Turismo de Portugal vão ao encontro dessa tendência, nomeadamente quando apontam uma subida de mais de 60% no número de turistas franceses a visitar Portugal nos anos recentes, chegando a superar os espanhóis nalguns casos.

Daí que seja natural estarem as grandes superfícies comerciais francesas a apostar com mais força nos vinhos portugueses. Aliás, apontada pela "Rayons Boissons" como espaço de referência na venda especializada de vinhos estrangeiros na região de Paris, a Leclerc So Ouest de Levallois-Perret (92) criou mesmo uma zona especial dedicada aos vinhos do Douro, particularmente à marca da Pacheca. "Um caso a dar grande atenção", sublinha a revista.

Sem comentários:

Enviar um comentário