Número total de visualizações de página

terça-feira, 24 de novembro de 2015

ADDIM e Domus Social Porto estabelecem parceria
para acolher vítimas de violência doméstica



A ADDIM – Associação Democrática de Defesa dos Interesses e da Igualdade das Mulheres e a Domus Social Porto estabeleceram recentemente uma parceria para a cedência de um espaço para acolher mulheres e crianças em situação de emergência social no âmbito da violência doméstica.

Dia 25 de Novembro comemora-se o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, numa altura em que os números deste flagelo são cada vez mais preocupantes, sendo desde já certo que o ano ainda em curso já ultrapassou o número de ocorrências mortais do ano anterior, que se cifrou em 25 mortes, todas do sexo feminino.

Em Portugal, de acordo com os dados do Ministério da Administração interna, nos últimos cinco anos, foram contabilizadas 117 mil vítimas de violência doméstica, o que significa uma média de 64 vítimas por dia. Uma das preocupações crescentes das autoridades, vertida no Relatório Anual de Segurança Interna, prende-se com o envolvimento, directo ou indirecto, dos menores nestes acontecimentos. Em 2014 foram instaurados 30 356 novos processos com menores em risco e foi possível identificar que 95,3% desses casos correspondem a situações de violência doméstica.

Ciente desta problemática e de apostar em campanhas de sensibilização e informação junto dos adolescentes, a ADDIM lançou o ‘Projecto Educação +’ que, no último ano lectivo, interveio junto de 600 jovens de escolas do Grande Porto. "Contribuímos positivamente para que estes alunos desenvolvessem estratégias de resolução de problemas e adoptassem uma cultura de não-violência, assente na igualdade, respeito e comunicação", congratula-se Carla Mansilha Branco, presidente da ADDIM. O sucesso da iniciativa ditou que no corrente ano escolar a campanha incidisse ainda mais cedo, alargando os encontros e reuniões a jovens do primeiro ciclo. "É importante que, cada vez mais cedo, se consciencialize e sensibilize as crianças para estas temáticas, ajudando-as a adoptar comportamentos ajustados e saudáveis, prevenindo de certa forma a delinquência e/ou violência", defende Carla Branco, responsável desta IPSS.

Criada em 1999, a ADDIM surgiu para dar resposta às mulheres e crianças vítimas de violência. Um grupo de mulheres tomou a iniciativa de fundar uma associação que promovesse a valorização pessoal, profissional e social das suas utentes no combate à exclusão social e à perpetuação da diferença. O centro de acolhimento da ADDIM funcionar na Rua Bento de Jesus Caraça, no Porto, num espaço cedido pela Santa Casa da Misericórdia do Porto.


quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Collove seleccionada pela Comissão Europeia
para integrar projecto Worth de design



A Collove foi a única marca portuguesa da área têxtil seleccionada para integrar o projecto Worth, concebido e desenvolvido pela Comissão Europeia para promover a interligação entre 78 pequenas e médias empresas e criadores dos vários países, num ambiente competitivo de conhecimento e de indústria. A Collove apresentou, em parceria com a designer britânica Nichole de Carle, a colecção Underactive, uma linha de moda shapewear (roupa criada para desenhar formas) a partir do conceito capsule collection (quando utilizadas entre si, as várias peças combinam).

O projecto Worth envolve mais de uma dezena de países europeus e de outros tantos criadores, no sentido de proporcionar oportunidades para o desenvolvimento de novos produtos, incentivar os designers a adoptar novas técnicas de criação e incentivar parcerias entre fabricantes e criadores.

A colecção Underactive resulta, assim, da fusão entre o traço criativo de Nichole de Carle, que “veste” celebridades como Jennifer Lopez ou Beyonce, e o elevado know how e experiência da Collove na produção de roupa interior de alta qualidade, caracterizada pelo conceito seamless. Esta e todas as outras criações irão estar em exposição brevemente, em Paris, no «Institut Français de la Mode».

A Collove é uma marca produzida pela Custoitex, uma empresa familiar 100 por cento nacional com elevado know-how na produção de collants e de roupa interior sem costuras. Há cerca de três anos avançou para a internacionalização, marcando presença consistente nos mercados norte-americanos e europeu. A família dedica-se a esta actividade desde 1976 e tem como responsável Sandra Morais, que em 2008 assumiu a gerência desta empresa, actualmente com 68 trabalhadores. Além da Collove, a Custoitex fabrica as marcas Coll e D’Ella, dedicando também particular atenção à produção das chamadas marcas brancas.

Wine House Hotel da Quinta da Pacheca
é «Best of Wine Tourism» pelo segundo ano consecutivo





O The Wine House Hotel da Quinta da Pacheca voltou a vencer um prémio no mais prestigiado concurso internacional de enoturismo. A competição mundial “Best of Wine Tourism 2016”, promovida anualmente pela “Rede de Capitais de Grandes Vinhedos – Great Wine Capitals”, decidiu atribuir a esta unidade enoturística situada em Lamego o galardão na categoria de «Experiências Inovadoras em Enoturismo», depois de no ano passado ter vencido na categoria de «Alojamento».

“Trata-se de um prémio que nos enche de satisfação, por vermos reconhecida a qualidade da nossa oferta e a capacidade que temos de estar sempre a proporcionar experiências novas aos nossos hóspedes e visitantes”, considera a administração da empresa, acrescentando que “vencer nestas competições ajuda também a divulgar o turismo gastronómico e enológico de toda a região».

O The Wine House Hotel da Quinta da Pacheca está instalado numa casa típica do século XVIII, que foi toda restaurada com respeito pela arquitectura senhorial daqueles tempos. Possui 15 quartos, todos diferentes entre si, onde se respira a realidade do vinho e da vinha em cada passo. Para lá de poder usufruir de experiências gastronómicas no restaurante comandado pelo chef Carlos Pires, ou no wine bar, a Quinta da Pacheca proporciona também provas explicadas e cursos de vinhos, wine shop, passeios, eventos, workshops de cozinha e uma série de actividades paralelas nas redondezas, incluindo passeios de barco, de comboio, de helicóptero ou pedestres.

A Quinta da Pacheca é também um dos mais afamados e históricos produtores de vinho, tendo sido mesmo um dos primeiros a engarrafar com a sua própria marca. A propriedade, com cerca de 57 hectares, sofreu uma primeira grande remodelação em 1916, com a construção de novos lagares e armazéns, onde ainda hoje são vinificadas as referências da Pacheca. Em 2013 a empresa teve um grande impulso no seu desenvolvimento, quando os empresários Maria do Céu Gonçalves e Paulo Pereira decidiram apostar no reforço da qualidade dos vinhos e na dinamização do The Wine House Hotel, um dos seus ex-libris e uma das mais conhecidas unidades de ‘turismo de charme’ do Douro.

A “Rede de Capitais de Grandes Vinhedos – Great Wine Capitals” é formada por cidades/regiões de todo o mundo, que partilham um património cultural ligado à realidade vinícolas. Tem por objectivo a promoção dos intercâmbios turísticos, de educação e de negócios entre as internacionalmente conhecidas regiões vinícolas do Porto, Bilbao, Bordéus, Cidade do Cabo, Christchurch, Florença, Mainz, Mendoza, São Francisco e Valparaiso. 

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Casa das Pipas dá as boas-vindas a 2016
com programa de fim-de-ano memorável


Alegria, boa gastronomia, estadia repousante e a descoberta da realidade do vinho vão marcar o arranque do seu 2016. A Quinta do Portal, implantada no concelho de Sabrosa, porta de entrada do Alto Douro Vinhateiro, preparou um programa especial para a data, permitindo aos visitantes usufruir de todo o seu complexo enoturístico.

O programa pode ser de um ou dois dias, e inclui uma ou duas noites de estadia na Casa das Pipas ou Casa do Lagar, um ou dois jantares no restaurante da Quinta do Portal e uma visita ao armazém de envelhecimento de vinhos desenhado pelo arquitecto Siza Vieira. O jantar de réveillon é um dos pontos altos do programa, tendo o talentoso chef Milton Ferreira preparado um menu diversificado, onde não faltam as iguarias típicas da época, com um toque sofisticado e criativo.

A entrada consta de uma trouxa de alheira e azeitona com cogumelos, tártaro de bacalhau com pêra abacate, queijo da serra com doce de marmelo e empadinha de aves. Segue-se um cappuccino de legumes e um robalo em crosta de centeio com gnochi de batata e legumes glaceados em caldo de açafrão. Um borrego com malandrinho de cogumelos silvestres, rolinho de legumes assados e molho da peça faz ainda parte da ementa. A sobremesa consta de uma torta de canela recheada com mousse de castanha, gelado de abóbora caramelizada e vinho do porto tawny, molho de frutos do bosque e crocante de canela. Já em 2016 será servida uma ceia com um buffet de queijos, carnes e salgados e com uma grande variedade de doces. Tudo harmonizado com diferentes referências de vinhos da Quinta do Portal.
O preço do programa de uma noite tem um valor de 160 euros por pessoa em quarto standard e de 175 euros/pessoa em quarto superior. No programa de duas noite, o valor é de 220 euros/pessoa em quarto standard e 250 euros por pessoa em quarto superior.

Com doze quartos, a Casa das Pipas é uma casa recuperada feita de xisto e pensada para que o vinho seja uma presença constante. Dispõe de todas as comodidades de uma unidade hoteleira moderna, onde se inclui piscina e um pequeno ginásio. A Quinta do Portal tem ainda uma outra unidade de enoturismo, mais pequena, a Casa do Lagar, mas igualmente charmosa e acolhedora. A Casa das Pipas já conquistou o prestigiado prémio «Best of Wine Tourism» e o complexo enoturístico da Quinta do Portal foi considerado pela revista Forbes como um dos melhores dez destinos vinhateiros do mundo. 


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Uma selecção dos melhores vinhos do Douro, Dão 
e Alentejo para a Ceia de Natal


A época das festas por excelência está mesmo aí à porta, mas ainda é tempo para escolher bons presentes em estado líquido para essas datas tão especiais. Uma oferta personalizada para o Natal ou uma surpresa requintada para o Reveillón na forma de uma garrafa de vinho, seja ele branco, tinto, espumante ou do Porto, o fundamental é que tão simbólica escolha tenha o imprescindível selo de qualidade.


Quinta do Encontro Special Cuvée Branco 2010
Indispensável para um bom final de festa ou, melhor ainda, para receber 2016 em todo o seu esplendor, o Quinta do Encontro Special Cuvée 2010 reúne todas as grandes qualidades de um espumante: é fresco, frutado e persiste no palato, como se impõe. É a excelência de um DOC da Bairrada. P.V.P.: 24,00 euros.


Cabriz Reserva 2012
Como acompanhante de uma boa refeição, como complemento de uma tertúlia, o Cabriz Reserva 2012 tem créditos mais do que seguros como tinto de eleição. É a escolha certa para desfrutar de saudáveis momentos de partilha, ou não tivesse como “carta de recomendação” um dos melhores palatos dos tintos do Dão da sua categoria. P.V.P.: 8,90 euros.

Vinha do Contador Tinto
Este arrebatador tinto do Dão reúne todas as características para ser o centro das atenções na Consoada ou no derradeiro jantar de final de ano. O Vinha do Contador Tinto concilia com os paladares mais exigentes e desperta os sentidos mais adormecidos, numa envolvência que se pretende em tom festivo, em harmonia com a época de festas. P.V.P.: 34,90 euros.



Caixa Herdade Monte da Cal Saturnino
A tranquilidade da planície alentejana contrasta na perfeição com estes três Herdade Monte da Cal Saturnino. Tinto e branco unidos numa conspiração perfeita de sabores. Se o tinto toma conta dos sentidos pela sua virtuosidade, o branco tem a roupagem aparente de um vinho informal, mas rapidamente se transforma no acompanhamento ideal para momentos de celebração. P.V.P.: branco 3 x 12,00 euros; tinto 3 x 15,00 euros.

Quinta do Quetzal Rich Red
O exotismo do paladar do Quinta do Quetzal Rich Red casa na perfeição com os momentos de alegria e de união familiar desta época festiva. É a escolha certa para acompanhar os diversos aperitivos da Ceia de Natal ou do Jantar do Reveillón, sendo dois vinhos licorosos com qualidades evidenciadas por poucos e aos quais ninguém fica, seguramente, indiferente.. P.V.P.: caixa de três garrafas 23,70 euros.



Portal Quinta dos Muros Porto Vintage 2013
A elegância da garrafa deixa pressentir o conteúdo daquele que é o primeiro Vintage da Quinta dos Muros. O rigor que as condições climatéricas dos socalcos do Rio Pinhão confere ao Portal Quinta dos Muros Porto Vintage 2013 confirma as suspeitas: convida aos louvores próprios de um final de refeição natalícia… ou de uma simples conversa entre família ou amigos. P.V.P.: 25,00 euros.


Pacheca 10 Anos Tawny Port
Os dias podem até convidar para temperaturas mais aconchegantes, mas, por isso mesmo, é o tempo certo de surpreender com este Pacheca Porto Tawny 10 Anos. Ás de trunfo como aperitivo ou “Rei de Espadas” no final de uma bela refeição, entra facilmente nos palatos mais exigentes devido à combinação feliz de sabores de vários vinhos do Porto, envelhecidos em cascos de carvalho ao longo de muitos anos. P.V.P.: 25,00 euros.


Sinta-se Desigual neste Natal



A colecção da Desigual Living é marcada pela irreverência e originalidade. A mesma originalidade que marcará o seu presente para aquela pessoa especial, que merece uma atenção…Desigual. Duas sugestões com duas funcionalidades diferentes, mas que certamente vão surpreender o presenteado. Almofadas da Desigual, com diferentes formatos e cores, capazes de proporcionar uns momentos de descanso, ou decorar com bom gosto uma qualquer divisão da casa. 

Cada uma com um preço de venda ao público de 29 euros. Outra sugestão, mais pessoal, são os robes Desigual, também disponíveis em vários padrões, mas sempre com aquela marca que lhe vai proporcionar um fim de dia ou um amanhecer vestido de alegria e confiança. O PVP é de 89 euros.


Portal Porto Tawny 10 anos: uma prenda inesquecível



É mais do que um vinho. O Portal Porto Tawny 10 anos é um pedaço do carácter e da história de uma região, associado ao convívio e a momentos comemorativos especiais. Por isso, a sugestão do produtor duriense Quinta do Portal é que ofereça um Portal Porto Tawny 10 anos, acompanhado de um estojo, livro e dois cálices, por apenas 29,90 euros.

Um vinho aloirado na cor, resultante de um lote de vinhos que envelheceram em cascos ao longo dos anos e onde a concentração de fruto jovem se foi transformando em elegantes notas de frutos secos, café e caramelo. Ideal para acompanhar a doçaria tradicional portuguesa, que abunda durante a ceia natalícia e durante toda a época de festas. A qualidade de vinho é atestada pelos prémios que vem recebendo, com destaque para as medalhas de ouro que arrecadou no Concurso Mundial de Bruxelas, ou no International Wine Challenge.