Número total de visualizações de página

terça-feira, 19 de julho de 2016

Porto voltou a ser a Capital da Pizza por um dia


Master Pizzaiolo português é de Vilamoura,
a pizza mais saborosa de Cascais e a mais bonita do Porto

Trinta e três dos melhores pizzaiolos portugueses confeccionaram ao vivo e em fornos a lenha, sob o olhar atento de um público interessado que acorreu ao Jardim dos Clérigos, as melhores pizzas que se podem degustar no nosso país.




A concurso estavam três categorias: a de Master Pizzaiolo, a de Beleza e a de Paladar. A primeira categoria, introduzida este ano, pretende distinguir o profissional que melhor domina todas as técnicas de confecção e com comportamentos mais adequados, desde a forma como cuida dos ingredientes às técnicas de manuseamento. E o grande vencedor foi Daniel Alexandre Baptista, da Pizzeria MouraPão, localizada em Vilamoura.

No que respeita à pizza mais bonita, a escolha do júri recaiu no pizzaiolo Alexandre Vieira, da Pizzaria S. Martino Prestige, no Porto. O segundo classificado foi Fábio Silva, da Pizzeria Gastrófilo, em Tondela e o terceiro lugar fopi para Casimiro Santos, da Pizzeria L’Artista, de Oliveira do Hospital.

A outra categoria a concurso era a de pizza mais saborosa. E aqui o primeiro prémio foi para Rute Mazza, da Pizzeria Il Siciliano, em Cascais. O segundo exemplar com melhor paladar é da Pizzeria Al Forno de Penafiel e o seu autor é Flávio Francisco Ribeiro. O Restaurante Itália, de Coimbra, e a pizza de Giuseppe Maria ficou com o terceiro prémio.

Os vencedores formam agora a Selecção Nacional de Pizzaiolos que vai representar Portugal nos mundiais e nos europeus de pizza.

Antonio Mezzero, «Embaixador da Pizza Napolitana em Portugal» e organizador do III Campeonato Português de Pizza, era naturalmente um homem feliz com o sucesso da iniciativa, enfatizando que “o objectivo deste campeonato, mais do que premiar este ou aquele, é promover a pizza e os pizzaiolos de Portugal e isso foi largamente conseguido”.

Quem assistiu ao evento teve a oportunidade de provar as pizzas preparadas para o público e até mesmo porções das pizzas a concurso, apreciando ainda os shows de pizza acrobática dos campeões do mundo da especialidade.

A integração da iniciativa nos calendários internacionais é motivo de satisfação para Antonio Mezzero, que considera estarem os pizzaiolos portugueses num nível cada vez mais elevado. Radicado em Portugal há oito anos, Mezzero tem vindo a promover diversas iniciativas que aliam um carácter festivo à divulgação da pizza.
O Campeonato Português de Pizza tem também uma vertente solidária, com parte das receitas provenientes das inscrições a reverterem a favor da Casa do Caminho.