Número total de visualizações de página

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Veni, vidi, vici…Selecção Portuguesa de Pizzaiollos campeã do mundo em ano de estreia

Campeões foi uma palavra que andou na boca dos portugueses durante este Verão. Também no mundo da pizza ela pode ser repetida, com a Selecção Nacional de Pizzaiolos a vencer o «Troféu das Nações» logo no ano de estreia em participações no campeonato do mundo.


A selecção reuniu-se na pizzeria Pulcinella para mostrar as suas criações gastronómicas, que arrebataram o palato do júri do campeonato. Pizzas confeccionadas com produtos típicos da nossa gastronomia, com qualidade de excelência e técnica apurada, que podem legitimamente ser consideradas hoje como “as melhores do mundo”.

António Mezzero, da pizzeria Pulcinella e presidente da selecção, foi a concurso com uma pizza com o sugestivo nome de «Amália». Bacalhau é o ingrediente-surpresa desta pizza, acompanhado de tomate, queijo e azeitonas do Douro. Foi uma das pizzas a concurso mais apreciadas, tendo merecido a Mezzero o título de vice-campeão do mundo na categoria de «Pizza Clássica». João Almeida, do Grupo de Pizzerias S. Martinho, inspirou-se no S. João para criar a «Ao Porto». S. João rima com sardinhas, broa e pimentos e João Almeida replicou esses ingredientes numa pizza. Combinação surpreendente, mas que deixou o júri com água na boca, enaltecendo a qualidade dos sabores portugueses.

Casimiro Santos criou a pizza «Serrana». Este pizzaiolo de Oliveira do Hospital, da Pizzeria L’Artista, foi buscar o produto gastronómico mais conhecida da região serrana, o queijo, para o combinar com o presunto local e rúcula biológica, idealizando uma pizza de sonho. A «Lusitana» tem a assinatura de Flávio Ribeiro, da Pizzeria Al Forno de Penafiel. Queijo amanteigado, rúcula selvagem, presunto de Chaves e tomate-cereja numa harmonia perfeita. Mais a sul, do Algarve surgiu uma das pizzas que mais chamou a atenção dos jurados, com Daniel Baptista, da Pizzeria MouraPão, de Vilamoura, a usar produtos locais, com destaque para a salicórnia. Juntou-lhe mexilhão, camarão da costa e choquinhos, num casamento original e arrebatador. Do Alentejo chega-nos a pizza homónima, criada por Fábio Silva, da Pizzeria Gastrófilo, de Tondela, com queijo de ovelha e de cabra, paio de porco preto e tomate.

António Mezzero, que nasceu em Itália, mas já adquiriu nacionalidade portuguesa está naturalmente muito satisfeito com o resultado alcançado, mas acha que ainda é possível melhorar. “Há questões técnicas que podem ser aperfeiçoadas, mas quem tem a paixão pela pizza que estes profissionais têm, de certeza que nos vamos já apresentar muito bem no próximo campeonato da europa”. A prova decorre já em Novembro, em Parma.

No Campeonato Mundial de Nápoles estiveram centenas de pizzaiolos de todo o mundo. No que respeita ao Troféu das Nações, Portugal disputou a grande final com outras quinze selecções: Itália, México, Japão, Tailândia, Brasil, Espanha, Alemanha, República Checa, Dinamarca, França, Grécia, Argentina, EUA, China e Bélgica.